MARGENS é uma composição que envolve apenas as bordas do papel preto, de 48 cm por 65cm, o qual constitui seu suporte original. Funciona como base para séries fotográficas que criam superfícies singulares, independentes do todo original. Essa produção está situada dentro do projeto chamado Recortações, o qual, com inspiração dadaísta,  explora figuras e planos de cor advindos de revistas, livros didáticos, planfletos e outros  materiais impressos. Expostas como fotografia digital impressa, as imagens apresentam novas configurações em relação o trabalho inicial. Plena de simbologias, a colagem MARGENS explora elementos ligados à natureza e ao feminino.  Um de seus múltiplos enquadramentos usado como capa de meu livro Gaia Educação: arte e filosofia da diferença, publicado pela editora Appris, outros foram expostos pela primeira vez na Parada Gráfica 2017, no Museu do Trabalho, em Porto Alegre/RS. A colagem vem se desdobrando em diversos cortes, criando novos enquadramentos, incluindo distorções das imagens do plano criado a partir de uma totalidade não centralizada. Em 2019, parte da série foi exposta de modo molecular na livraria do lançamento do livro, com curadoria de Marina Polidoro.